domingo, 29 de março de 2009

boemia

No fundo do bar, esperando a bebida chegar.
nefelibatas.
um brinde a total loucura do destino.



'Sei que vão dizer
Que não adianta olhar
Pois acabou de passar dos 16
Mas olha só o jeito dela dançar
Sem nem ligar se vão notar
Sorri e fecha os olhos
Sabe que é a musa soberana nesse bar
Menina singular
Olha só
O seu perfume no ar
Maquiada com ar
De quem sofreu por amor
E não quer mais se entregar
Espera o tempo passar
E até já dizem por aí
Que ninguém vai conseguir se aproximar
Que o lápis no seu olho é pra afastar
Quem não quiser te ver feliz
Vou ficar até a festa acabar
Só pra ver se ela vai olhar pra mim'

Disseram que era pra mim,
beijos!

2 comentários:

miguel disse...

é,
ninguém quer.

lucas panoni oliveira. disse...

é o tipo de garota desejada.